segunda-feira, 10 de julho de 2017

Definindo o meu estilo em Lolita

Boa noite morceguinhos...
Tudo bem com vocês?

Então, hoje vou dar continuidade sobre uma série de posts sobre eu e a moda Lolita.
Como havia citado anteriormente, Neste e Neste post, hoje vou falar sobre como defini o meu estilo, e qual a importância disto para a construção de um guarda roupas.

Eu já comentei que eu conheci a moda lolita a mais ou menos 8 anos. De fato, eu não me lembro exatamente onde foi que vi a primeira vez sobre lolita, mas acredito que foi numa coleção de revistas que meu primo me deu, porque, até ai, eu nunca havia tido contato com nenhuma coisa relacionada a moda urbana japonesa. O que eu conhecia mal e mal era cosplay e olha lá ( apesar de amar a cultura, não conhecia nada muito "contemporâneo").
Eu que, desde os meus 15 anos, assumi o lado trevas da vida ( por mais que já gostasse da cultura undeground, porém, nunca usar), estava pela primeira vez encantada com aquela estética toda fofinha, e cheia de açúcar.
Assim, comecei a montar a minhas pasta de referências e até ai, não conhecia o Mana Sama...

(O QUE????????)

Ok...não demorou muito para que conhecer....


Beleza, então eu pensava " O negócio é, quanto mais peça melhor, dane-se o estilo, quero mesmo é vestir tudo isso".

Eu compreendo, hoje em dia, toda essa minha animação em relação a isto, principalmente em "dane-se o estilo" vem daquela efervescência da descoberta de um novo estilo, aquele mar de novidades e informações e por ai vai.
Outra parte de tudo isso foi conhecer  os estilos e os taaantos sub estilos ( que quase não vejo mais sendo comentado sobre os sub sub estilos)...E dai conheci o "Kuro lolita". Eu pensava "ok, é fofinho e preto, acho que vou usar isso...é só por um laço na cabeça, tudo preto, beleza...". E logo casou do meu primeiro vestido ser o que? Preto. Pronto...taca um laçarote preto no vestido preto e tá de Kuro.


Ok..o laço ficou legal..fui eu que fiz sem saber costurar!

E por muito tempo acabei me definindo como Kuro e também usando um sweet com preto e branco...

A questão de tudo isso é: Eu queria mais peças, e não importava o estilo, o negócio é ter um monte de outfit e pronto.
Acredito que, assim como alguma lolitas iniciantes, a dificuldade em definir um estilo e a falta de dinheiro é o que mais dificulta no visual. Lolita é uma moda cara, que requer investimento se você quer fazer um visual massa ( visual massa não é necessariamente brand, ok?!).

Agradeço muito a Mari, que me apresentou alguns blogs de referência, onde eu pudesse me inspirar e, de fato conseguir me definir dentro do estilo.

Assim como qualquer coisa que você resolva fazer e levar a sério, pesquisa e leitura são fundamentais e foram importantes para a minha definição no estilo. Isto facilitou diversos pontos, até mesmo relacionado a cores e compras.
Definir o meu estilo me ajudou em ter foto para buscar roupas, sapatos, acessórios e afins. Até porque, se eu souber o que vou gostar de vestir, não vou ficar gastando dinheiro com peças que vou acabar me desfazendo depois.

Bem...acho que era isso que eu queria comentar com vocês hoje!
See you soon!





5 comentários:

  1. Ahh que post legal! Eu comecei no estilo por conta de um vestido SUPER Classical que me apaixonou, mas com o tempo acabei incorporando elementos religiosos e hoje em dia to no meio termo do gótico e classic. uhauhaua acho que essa dica de focar ajuda demais, principalmente pq um guarda roupa coeso permite muito mais combinações, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee!!!
      Que bom que curtiu o post.
      Pois é, para mim, ajudou muito focar em um ou dois estilos que me agradavam mais, pois assim, não fiquei gastando desnecessariamente..O que fiz muito no início.
      Espero que você volte mais vezes!
      beijos

      Excluir
  2. Muito tem se falado sobre essa questão de definir um único sub-estilo, eu concordo em parte. Realmente facilita quando se é iniciante e está começando a montar seu guarda-roupa, mas eu acho que há outros modos de trabalhar, você pode escolher peças que combinem entre si e usar toda a criatividade para passear entre os estilos. Acho que o seu guarda-roupa deve ser montado de acordo com a sua personalidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você.
      Mas para mim foi totalmente ao contrário. E uma das coisas que mais me deixava perdida era o fato de eu ter poucas referências ( por pesquisa mesmo) do que eu realmente usaria. Claro que, com o passar do tempo, fui conhecendo mais e conseguindo referências maravilhosas e assim, facilitando a minha definição dentro de lolita. Imagine..eu, usando um sweet OTT? Acho que é meio estranho imaginar isso.
      Acredito que, no meu caso, como tinha um estilo pessoal totalmente diferente, focar me ajudou muito, pois acabo que uso muito das minhas coisas no dia a dia, o que é um ponto a mais...claro, já usei sweet, mas não me imagino usando uma cutsew rosa normalmente...
      Beijos e volte sempre!!

      Excluir
  3. Gostei bastante do post! É legal começar tendo em vista um caminho para seguir, e escolher um subestilo ajuda muito. Bem sei o trabalho que é tentar todos, porque eu até hoje não consegui definir um, mas sempre estou transitando entre o gothic, classical e sweet, então meu wardrobe tem de tudo um pouco.

    ResponderExcluir